31 August, 2009

Há muito tempo que não fazia isto. Talvez porque há muito... não me identificasse tanto.

Mas, acima de tudo, obrigada Carlos (visitem o No Limite das Ondas, para mais)... porque, mais uma vez, encontraste as palavras, que, na minha confusão, me falham.

Foram estas as que quis ir dizendo... numa tarde de Amor doloroso, mas verdadeiro e total.

Quantas vezes sinto-me como um espaço vazio e nada faço para o ver preenchido.
Quantas vezes sei que a culpa é minha, esqueço-me que há um mundo lá fora, e fico no meu, à espera que o fim do mundo aconteça. Assim tudo ficaria resolvido, não precisaria de procurar uma agulha num palheiro nem teria que disfarçar o que sinto. E quem julga que o que sinto é o que alguns sentem, estão enganados, sou especial, tenho que pensar desta forma, só assim faz sentido o beco sem saída em que me vejo quando paro para pensar e por vezes o faço. Resta-me a migalha que consigo agarrar quando estou demasiado ocupado para me desligar do que sinto.
Quantas vezes depois das férias tenho forças para aos poucos e poucos fazer a diferença no meu quotidiano, e com o passar do tempo, cruzo os braços e vejo a vida a passar. No fundo não devo querer o mesmo que os outros têm, ou o que aparentemente os outros querem e têm ou julgam ter…acredito que nem tudo o que se vê é a realidade de quem sente.
Quantas vezes o meu coração fica apertado dentro do meu corpo apesar do espaço em branco e vazio.
Quantas vezes já tentei afastar de mim pensamentos que adormecem em mim e não os consigo acordar. Quantas vezes esqueço-me de que há sonhos que vale a pena dar-lhe pernas para andar, mas esqueço-os…é a forma como vejo as coisas, quando vejo a realidade pintada com cores reais e não com as que gostaria que fossem.
Nas férias esqueci-me do espaço vazio que sinto dentro de mim. Já contava com isso, e ainda tive direito a uma miragem, um sorriso e um aceno de cabeça que me fez duvidar da minha capacidade de bom observador. Nada muda quando deveria, é como se um choque em cadeia pudesse fazer a diferença na monotonia que é o desenrolar duma vida.
Por vezes quero ir para lugares desconhecidos, mas grande parte do tempo prefiro ficar onde estou, senti-me agasalhado, não corro o risco de sentir frio e fome, mas acabo por sentir o frio da alma e a fome do coração. Que se lixe o lixo que entulha os pensamentos.


Porque o Universo é fascinante...
E as coincidências... os Sinais... me fazem pensar.

7 thoughts unleashed:

Flutua Comigo said...

Depois de lêr isto, sentei-me e voltei a lêr. Por 2 motivos em especial, o primeiro foi o facto de ter ontem escrito um post, que na altura de "publicar", me arrependi e guardei apenas, o curioso é que é em tudo parecido com estas palavras, de forma diferente mas com o mesmo sentido.
O segundo motivo é o simples facto de lêr e não acrescentar mais nada, esta claro como água, simples e directo.


Gostei, Beijão!


Flutuas Comigo?

Eva Gonçalves said...

Pois :), também me identifico com estas palavras... mas mais com a segunda parte do texto, do que com a primeira. Vou ter de escrever um post sobre isto...
Um beijinho

Nuno G. said...

obrigado IZZIE... gosto muito de te ter por lá....
beijo grande!

No Limite do Oceano said...

Izzie andava a tentar actualizar-me nos blogs que visito e não contava com o teu obrigado, e nem tens que agradecer. Quando escrevi aquele texto estava a pensar se o deveria deixar no meu espaço porque há tinha outro texto que acabei por o eliminar.

Porque somos todos iguais com muitas diferenças acho que não preciso de te dizer mais nada porque tu melhor que ninguém saberás porque o meu texto de disse tanto.

Agora digo eu OBRIGADO...talvez assim faça algum sentido continuar à procura do limite do meu oceano.

Beijos,
Carlos

jb said...

Izzie...i miss you. where have you been love? come by and see me sometime ok. Hope all is well with you.

huggs
jbxo

Otário said...

saudações otárias!

jb said...

Izzie, never you mind take care of yourself and your life. I just wanted to let you know I'm still a round enjoying your writing.

Izzie, love you know how to find me...I'm here for the long haul or until I run out of things to say which I think cannot happen.

Life is to be lived so live my love because I will keep on reading as I know you will also.

lots of love
jbxoxo

 
Copyright (c) 2010 Unleash your thoughts.... Design by Wordpress Themes.

Themes Lovers, Download Blogger Templates And Blogger Templates.