23 December, 2009

... what to do?...
Sem esperar, e um pouco contrariada, I might add, levaste-me a um sentimento que já não conhecia há algum tempo.

Apetece-me gritar que cá dentro estou fuzzy and warm, que quero chegar até ele, mesmo que o cristal da noite se tenha perdido (para mim o cristal não parte... isso fica para o vidro, reles).

Mas isso significa ter que dar a conhecer, ter que te pedir, ou assumir, confessar.
Logo a ti.

Não, não partilho assim a minha vida!
Não com qualquer um(a) - é como o meu PIN! ;)

4 thoughts unleashed:

Mau Feitio said...

tENHO DIFICULDADE EM NÃO PARTILHAR. partilho sempre demais. sempre.

Saga said...

E porque não uma oportunidade?

**

Inês Brito said...

Deixar os medos de lado, por uma só vez, e fazer algo em vez de o pensar, apenas, talvez seja uma solução mais viável do que aparenta.


Bj,
(i)

Super Blog Sem Alcool said...

Se me permites...nunca tenhas medo de viver!!! Vive, mesmo que erres. Vive, mesmo que chores. Vive, mesmo que te desiludas!... Porque mais triste do que uma desilusão, é a tristeza de chorar por não viver...por ter um grande vazio! ;)

 
Copyright (c) 2010 Unleash your thoughts.... Design by Wordpress Themes.

Themes Lovers, Download Blogger Templates And Blogger Templates.