31 March, 2010

Sim...
Mas...

Então: foi-se a areia por entre os dedos.
Fica a folha em branco - e as lágrimas no rosto.

Sei que não estou sozinha. [Obrigada]
É só encontrar o tempo de suerger e voltar a respirar.

18 thoughts unleashed:

by "A Invisível" said...

Será que sinto por aqui, uma tristesazita?!...
Será que alguém se anda a esquecer que: energia positiva, atrai energias e coisas boas à nossa vida?!

Não sei, mas parece-me que alguém se anda a esquecer (e com uma "certa" frequência!)

Senhorita Izzie;

Estou de olho em si!!

P.S.- Minha Izziezinha, deixaste-me curiosa,com o teu comentário acerca de seres uma pessoa intuitiva...

Beijinho grande* e SORRRRRRRRRRRRRIIIIIIIIIIIII!!

Raios!!

anf said...

menina alguém te disiludiu ou não te iludiu o suficiente?

abracinho virtual

anf said...

menina alguém te disiludiu ou não te iludiu o suficiente?

abracinho virtual

DoceSussurro said...

Então?

Eu sei que é difícil acreditares em mim neste momento... Mas vai passar :)

Beijinho*

Miuda Do Armário said...

pensar de mais faz-nos reflectir em exagero, esconde os actos impulsivos e faz-nos agir sempre com a razão.

Por vezes pensar só faz mal.

e a folha em branco, nunca esteve em branco, está ainda por descobrir ;)

fica bem =)

Poetic GIRL said...

Amanhã será melhor, prometo! beijocas

Gonçalo said...

Então? Já dispensaste os sorrisos da noite de sábado? Conta tudo ao menino :)

Beijinhos ***

izzie said...

Gongas: Os sorrisos de Sábado não desaparecem mais... ficam para serem resgatados.
Como por exemplo por essa tua frase remate... :)

Beijinho***

Gonçalo said...

Espero que seja um resgate partilhado, senão acabarias por perder o teu doce sorriso... Não me dou por satisfeito e quero saber o motivo do teu último texto. Mi aguarde, hein?

:)

Beijinhos***

Um gajo qualquer... said...

Olhando para essa balança... diria que vivo num constante desequilíbrio.


;)

Gaja com G maiúsculo said...

Minha querida e se eu te disser que também sou assim? E se eu te confessar que durante muitos e muitos anos apenas pensava demais? Racionalizava tudo, os prós e os contras, sobretudo no que tocava a emoções? Uma coisa é verdade, não batia com a cabeça na parede, não chorava, não me magoava, mas sabes que mais? Não vivia? E olhando para trás, para todas as minhas feridas e cicatrizes, ainda assim penso, ainda bem que optei por sentir mais e racionalizar mesmo, porque isso proporcionou-me momentos inesquecíveis!

E é nesses momentos que tens que te focar minha querida.

Beijinho muito grande

P.S. O email não está esquecido, a verdade é que ainda ando doente e cheia de trabalho!

Anonymous said...

izzie: vou contar-lhe uma história verdadeira envolvendo pessoas na sua faixa etária. -"dois jovens encontraram-se numa festa, gostaram um do outro e começaram a namorar. ela, vivia no estrangeiro com a família. alguns anos depois casaram. meses depois numas arrumações a umas gavetas, ela encontra cartas de outra mulher dirigidas ao s marido.viu pelas datas dos carimbos que tinham sido escritas ao longo de todo o primeiro ano do seu próprio namoro com o mesmo homem, agora s marido. uma a uma começou a lê-las...

Anonymous said...

...confrontou o marido. era uma jovem que morava próximo da casa dos pais dele.nunca pedira desculpas à esposa nem pelo facto nem pela omissão.junto da família dele, a esposa quis saber tudo...:"não passou de um simples namorico."mas na cabeça daquela esposa instalou-se a dúvida...porquê isto, porquê aquilo?...aquele amor único que ela pensava ser só dela, afinal como era?!...nunca se separaram mas aquela atitude dele manchou a paz que deve existir numa relação a dois. a "dúvida" é algo de terrível...-

Anonymous said...

.. "apenas um namorico!?!" sobre a outra jovem: era uma pessoa muito bonita, de boas famílias e muito bem formada. no momento em que ele comunicava à jovem o fim da relação, pelo choque ou coincidência, o facto é que começou a sangrar do nariz. essa jovem teve mais um namoro falhado, acabando por casar anos depois e continua casada. tem dois filhos.- tudo isto para dizer que; cada um de nós tem a sua história sofrida! ser jovem, ter saúde e uma família que nos ama, é, na minha opinião, uma verdadeira felicidade.nunca perca a fé em si mesma, izzie! boa sorte!-marina

Raquel said...

Um beijinho e um xi apertadinho. Torna tudo mais fácil, não é? Tudo passa, mesmo.

;)

izzie said...

À Marina... simples transeunte, um muito obrigado por ter partilhado simpatia, apoio e força.

O resto de todos vós, sabem que são adorados! :)

Beijinho,

Eli said...

Inspira, expira, grita, chora, diz palavrões. Expulsa!

Depois, regressa com o sorriso de lady...

Tu podes tudo!

:)

eueuemaiseu said...

Just breathe...

 
Copyright (c) 2010 Unleash your thoughts.... Design by Wordpress Themes.

Themes Lovers, Download Blogger Templates And Blogger Templates.