14 October, 2011

Pedes-me que escreva sobre ti.
Para te afagar o ego, para nos aproximar, para te aquecer o coração, para pensar em coisas que me deixam feliz.

Sabes que não sou de palavras quando não estou bem.
Sabes que a minha voz tem vindo a esmorecer.

Mas também sabes a promessa que te fiz.
E que cumpro.

Vejo-nos como um balão, vermelho, forte, grande, brilhante.
Que temos que alimentar a fôlegos nossos.
Respirar fundo, rasgo de paixão, surpresas, palavras bonitas... ou até mesmo com o bufar profundo de uma discussão. Toda a nossa vida são fôlegos, todos os nossos momentos são respirares, porque nos quero bem vivos.

És o meu fôlego. Que me impede de ser um balão pequeno, daqueles com ar de velho, mirrado.
És um dos meus motivos para continuar a tentar por-me de pé. Para melhorar.
És a única coisa que enche o meu coração e a minha mente, quanto mais não seja, de saudades.
És quem ainda me faz querer sonhar que a vida muda e que Deus ajuda quem muito quer.

Sim, és maravilhoso, cheio de boas intenções, com a gargalhada que vale a pena ouvir.
Sim, és o momento do meu dia, agora tão vazio.

É por ti, e contigo, que ainda me consigo ver/imaginar vermelha, forte, brilhante, cheia de força, a pairar num céu melhor do que o de hoje.
[Por isso te faço pedidos claros, para seres o meu porto de abrigo, ou achas que isso está ao alcance de qualquer um?]

1 thoughts unleashed:

Gonçalo said...

O amor é lindo!

:)

 
Copyright (c) 2010 Unleash your thoughts.... Design by Wordpress Themes.

Themes Lovers, Download Blogger Templates And Blogger Templates.