29 September, 2011

Quando somos pequenos ouvimos...
Come a sopa ou vem aí o Bicho Papão!
Porta-te bem, porque os meninos maus têm monstros debaixo da cama, que lhes puxam as pernas durante a noite...

Temos medo do escuro.
Das histórias de terror.
Crescemos, criamos defesas, aceitamos.

E quando o monstro é vilão e anjo ao mesmo tempo?
E quando crescemos a querer ser amados por ele? A fazer o nosso melhor?
E quando não chega?
E quando mesmo assim, o monstro sai de debaixo da cama, se esconde na ombreira da porta e passa a atacar com e sem motivo?

De que vale o crescer e as defesas?
Não há casa, não há chão, não há como recuperar da verdade depois de termos aberto a nossa própria caixa de Pandora.

Ontem, aceitei a natureza do meu monstro.
No meu coração continuo a esgravatar a memória, por pedaços do anjo...
Sei, simplesmente, que a luta é desigual.
E que esta... não tenho como vencer.

3 thoughts unleashed:

Raio-de-Luar said...

A mitologia diz que a caixa de pandora reteu a esperança... e que em ti haja esperança que esse monstro que crês ter despertado volte a adormecer.
Eu sei que é cliché, mas há dias assim, em que sentimos que o pior de nós veio ao de cima e para ficar. Mas será mesmo isso?
Amanhã será outro dia, custe o que custar, vais(vamos) conseguir vencer.
Bjinhos

Margarida said...

Vais vencer, um dia... Um dia esse monstro vai deixar de existir... E os pedaços de anjo não passarão de memórias distantes que não quererás tocar, sentir em ti, de novo...

Um beijinho... Um sorriso...

Há um amor que nunca morre said...

Só não tens como vencer se não o quiseres! Depende sempre nós vencermos os nossos "monstros"! Nós somos fortes o suficiente para vencermos tudo e todos, só que às vezes não nos apercebemos disso! Força! ;)

 
Copyright (c) 2010 Unleash your thoughts.... Design by Wordpress Themes.

Themes Lovers, Download Blogger Templates And Blogger Templates.