28 November, 2008

Será que uma paixão pode ser vista como um vício?... - eis a questão que me assola hoje.
Agora que passo por mais um retrocesso, por mais uma desilusão... tenho ainda que me desabituar... que me acalmar. Be still my heart, he says.
Uso o passado e pessoas e momentos que me marcaram e que fizeram de mim quem sou, para esquecer a falta... mas dou por mim a pensar "Quem me dera estar a massacrar-te com o meu blabering".
Rodeio-me de tarefas, mas sem motivação. Desenho planos, mas sem certezas. Nem a época que se aproxima, que tanto me diz, que tanto me movia expectante pela alegria e lembrança dos outros, parece capaz de me acordar desta apatia.
Quanto a ti... parece que vou ter que go cold turkey... a ver se na próxima vez - quando será? - posso olhar para ti com os "primeiros olhos".
Quanto a mim?... vou reunir as minhas forças, desligar-me de uns sítios, aproximar-me de outras pessoas... viver com expectativa o que sei que posso esperar.
- - - -

Obrigada minha get in... és a minha única fonte neste momento, minha keeper... minha memória, minha mente. Somos a mesma!... E não imaginas a alegria da tua presença!

Obrigado Warrior... é bom saber que o "importador" das palavras mais belas do espelho me reconhece algum valor. Qie este projecto se reflita por muito tempo repleto com a força das nossas palavras =)

Aos wees... eu vou voltar, mais tarde ou mais cedo. Don't worry, don't fuss, don't get mad... =)

6 thoughts unleashed:

Otário said...

não costumo tentar motiva com substituição de tarefas, como penso que referes, mas com tentativa de conhecer outros espaços (conciliando com os anteriores, por vezes, pk não?) e reflectir. ;)

luuuu said...

Olha, ás vezes também penso nessa merda... se uma paixão não é um vício mascarado... para compensar qualquer coisa que se perdeu... não sei.

Tita said...

Projectos sem motivação?
Meu amor, embora cyber, tens aqui um valente ombro amigo =)

um GANDE besu!

1/2Kg de Broa said...

Eu ia dizer que não, mas cheguei à conclusão que paixão é um vício.
Estamos sempre apaixonados, como qualquer vício faz mal (o que é demais é como o que não chega) e também há clinicas de reabilitação ;)


Como nos restantes vícios, só se cura quem quer, e não quem pode.

izzie_tisha said...

Tita: bigada tuneira... =)
1/2kg: acho que me tornar a nova Amy Adega... mas no fim a tua última frase disse tudo.

Anonymous said...

Aprendi muito

 
Copyright (c) 2010 Unleash your thoughts.... Design by Wordpress Themes.

Themes Lovers, Download Blogger Templates And Blogger Templates.