14 November, 2008

...

Tenho estado a "atrasar" este post.

Por um lado, porque é "mais do mesmo", por outro, porque comprova o início da minha obcessão e o resvalar da minha sanidade. Mas os pensamentos não me largam, sou, como me disseram em criança, uma sonhadora... e as conclusões são estas: tenho que deixar de te ter todo o dia à minha frente, e detesto o silêncio.

Raio de manhã... e pensar que amanhã não vou ter companhia, admitá-mos: porque não vais estar aqui. Então vou ficar a pensar o quão deprimido estás, qual a razão para encontrares o verso perfeito (será que os sentes da mesma forma?... mas não, as nossas histórias não são iguais, não têm porque sê-lo) e com quem partilhas a escuridão?

Daqui volto ao tópico "insanidade"... depois de quase te conseguir alcançar, depois de achar que ia ganhar outro significado, deste um passo atrás. Desde então sinto-me a dar passinhos de bebé (como sempre), mas mesmo assim a deixar-te para trás. Estou e fico à espera. E tu sabes como sou impaciente.

Porque nunca vivo uma paixão com certezas? Com alegria?... E porquê que, em vez de conseguir sorrir com isso, contigo, tinha que estar nesta "página", depressiva. E tu, com culpa ou sem ela, também não ajudas...

Já falei demasiado sobre isto... e o propósito perdeu-se.

1 thoughts unleashed:

weevil said...

Ao menos o que motivava o post, que me soa a energia pouco positiva, passou :)

 
Copyright (c) 2010 Unleash your thoughts.... Design by Wordpress Themes.

Themes Lovers, Download Blogger Templates And Blogger Templates.