08 April, 2009

Até o tempo mudou... como que para me mostrar que não sou mais que nuvem passageira. Ou neste caso, Sol radiante (mas de pouca dura). Essa "impressão" sempre me acompanhou, e tornou-se cada vez mais real à medida que fui sabendo mais... mas qual rato, deixei-me apanhar na armadilha ardilosa que sabes montar.
Pena serão os epítetos que usas para me relembrar... o tom não me pareceu o melhor. Mas como me diria alguém: "... podia ser pior." Podia, já imaginei tantas coisas piores a flutuar em mentes incautas... realmente podia.
Neste momento? Só tenho pena (porque os "comentários de autor" não são assim tão diferentes como pareciam) e medo (não serei eu a impedir a torrente, como afinal pressenti)...

Já estou a ver que hoje não adormeço com o espírito de outras noites... quem me salva?

Realmente... não vivo as situações de forma "normal"...

5 thoughts unleashed:

João Pedro said...

O medo existe para ser vencido, izzie.
Sabes o que te pode salvar?
O sono. É o melhor aliado para fazer do amanhã, melhor que ontem... Uma boa noite de sono. Beijinho, dorme bem! ;-)

Espelho meu said...

Parecendo estranho ou não, quem nos salva somos nós mesmos, mas insistimos em procurar as resoluções fora de nós... :)

Isso é o "normal" minha querida...o que não seria era acertar com o nosso próprio relógio à primeira! :D

Um grande beijinho*

PS: vinha também dizer-te que tinhas muitos mimos merecidos à tua espera, mas ao que parece já os viste! lolol :D
Parabéns!

Ianita said...

Olha... não recebeste o memo? Não sabias que a "normalidade" não existe? Pois, diz que não :)

"O vento mudou e ela não voltou..." é uma musiquinha festivaleira dos anos 60 penso eu...

Estamos sempre a aprender... mas o que precisas saber é que as nuvens "passageiras" e mesmo o sol "de pouca dura" deixam marcas irreversíveis no Mundo... nas plantas que crescem e no humor do comum mortal... por isso, nunca te esqueças que podemos ser passageiros, mas que podemos deixar a nossa marca no Mundo e nos outros. :)

Beijo!

João said...

O vento pode ter mudado, afinal acho que nada permanece sempre constante ou no mesmo lugar. Mas sabes o que pode 'salvar-te'? Abraçar a mudança e tirar o máximo partido dela, procura algo de positivo, decerto irás encontrar.

Beijo

izzie said...

João Pedro: Eu sei que são... e tento ultrapassá-los todos os dias.
Obrigada pelas palavras doces :)

Cátia: Eu sei que o poder do avançar está em cada um... pela vida fora já o sentimos.
Mas sim... venham os erros para aprender mais :)
Obrigada e muitos beijinhos

Ianita: Aaai essa música! Foi com essa intenção o título... lembra-te da letra ;)
As marcas ficam... e eu também deixei e deixo a minha - mais pequena ou maior. Há é percepções que fazem pensar...
Beijo,

João: Sim... nada é constante. Ainda bem (???)... mas realmente. É a posição que estou a mudar, perceber a mudança, para a percepcionar. Quanto a tirar o melhor? Claro! Senão significa que não se aprendeu nada com isso.
E nós, não queremos isso pois não? ;)
Beijo,

 
Copyright (c) 2010 Unleash your thoughts.... Design by Wordpress Themes.

Themes Lovers, Download Blogger Templates And Blogger Templates.