12 April, 2009

Custa? Dói? Hell yeah!!!
Não mais do que esperava, talvez de uma forma diferente, só isso. Não é simpático ver alguém entrar de rompante e ter acesso a informação que antes era minha, toda minha, sobre mim. E se não minha, pelo menos respeitante à minha pessoa. E isso não é simpático, é invasão de privacidade. A imagem mental (tãaaaao errada) criada é a que mais me assusta, a que mais me dói. Porque para isso eu não te dei direitos de transmissão.
E sim. É verdade. Eu preocupo-me com os que os outros pensam de mim. Fico a "matutar" nisso. Sou mais fraca? Não me parece que o seja mais que tu. E agora entrava em rant mode, mas this is not the place nor the time. Whatever! Moving on!

Por isso... e mesmo antes de me cruzar com o último "docinho", a última necessidade oca de te agradarem (Meu Deus! Que tristeza. Get a life...); já tinha decidido e mantenho a decisão:
Posso não gostar do que tenho, do que sou, do que consigo e das tentativas em que, afinal, falho. Mas sou eu. E se já me encontraram, alguém há-de voltar a passar nesta rua.
Por isso, por muito que custe, por muito que amanhã queira voltar atrás na intensão, quero ser eu. Continuar a ser eu. All things implied, como sempre (te) disse. Porque sim, tenho vergonha, porque sim, escondo-me (com medo do mundo lá fora). Mas ao menos assumo. A quem quiser perguntar e a quem quiser ouvir.

That being said, vive, (vive!) a tua vergonha, o teu erro. Eu viverei o meu, como vivo e faço, cá dentro. Porque o que tenho ganho com isso é surpreendente e mostra-me que não me perdi no vácuo, na falta de essência. - quem sabe se não foi esse o problema? Inveja?

Voltei aos dias de fantasia. De sonho. De estar na "sala", de porta entreaberta, a ver o mundo passar. Á espera de acreditar, de ver algo que me cative o olhar e me faça saltar lá para fora. Voltei aos dias que muitos verão como ocos e infantis. Mas é para onde posso voltar, por agora...

A "ti"? Porque "te" vou voltar a chamar, quando a minha mente e a serenidade mo permitirem; só posso dizer: Come out, come out! Wherever you are!
E quando chegares... poderá parecer, mas não será tarde. Não tenho todo o tempo do mundo, mas sei que consigo fazê-lo (per)durar.

10 thoughts unleashed:

Moonwisher said...

A espera poderá ser interminavel... mas eu também espero...só não sei até quando...
Gostei!
Bj grande

Skywalker said...

E bom fazer uma pausa e sermos nos proprios com todos os nossos vicios e virtudes sem importar se isso agrada aos outros.

Beijokas

Espelho meu said...

Deixa mesmo que os outros pensem que dias como esses são "ocos e infantis"...Na realidade são muito utéis para a nossa evolução pessoal, e compreendo-te muito bem, pois também eu os trato por "tu"...

Estarmos sozinhos pode ser algo assustador mas permite-nos descobrir uma imensidão de particularidades que o mundo lá fora nos deixa distorcidas. É onde se "pode sempre voltar" como disseste, é um lugar seguro, mas do qual não se deve abusar... :)

Sei que saberás quando "voltar"...! ;)

Beijinhos*

Miguel said...

It´s simple beautiful:
Mas houve um dia em que escrevi isto:

http://strakkar.blogspot.com/2008/01/simplesmente-eu.html

apenas porque deixei de acreditar (naquele momento), foi assim que tudo começou.

Parabéns.

Bjs

sonhos/pesadelos said...

dias de fantasia? fazem falta, mantêm a sanidade intacta. ôcos? para outros talvez, para ti não,és como és, tens vergonha?escondes-te? e daí? é o que te faz humana, como qualquer um!!!!you are you, allways!!!
que ninguém te tire isso...nunca!
bjs endiabrados

izzie said...

Moonwisher: Eu sei que sentes e reconheces o "paralelismo". Sei que partilhamos a espera, a sua indefinição.
Obrigada por passares por aqui, por dizeres de tua justiça.
Beijo,

Sky: Gosto da forma como me fazes olhar para as minhas próprias palavras e encontrar o lado positivo.
Obrigada!
Beijo,

Cátia: O meu medo maior não é a solidão. É o não saber se vou ou não abusar. Se me volto a levantar. Se terei outro local para onde voltar. Como vês, são muitos medos...
Beijo grande,

Miguel: Bem-vindo ao meu cantinho!
Eu que gosto tanto do teu :)
Realmente esse texto... e já lá deixei as minhas palavras.
Arrepias-me.
Beijinho,

Sonhos: Obrigada pelas palavras doces, pela força! É isso mesmo que tenho que continuar a dizer e sentir, qual estratégia psicológica.
Obrigada por estares/estarem desse lado, mesmo quando os textos parecem esquizofrénicos.
Beijo grande,

Ivan Mota said...

Pode dizer-se que sim, que o Gestaltismo terá uma palavra a dizer no meio disto tudo. Afinal de contas o todo é mais do que a simples soma das suas partes. Este ramo da psicologia/filosofia tem muito que se lhe diga.

izzie said...

Aaaah Ivan!
Ao menos já posso dar as minhas aulas de Psicologia por bem entregues ;)
Porque foi nessa teoria e dessa forma que pensei quando te li.

Espelho meu said...

Sei o que é ter esse conjunto de medos a acompanhar cada passo que damos...

Agora pode não parecer mas irás encontrar um novo sítio para onde voltares porque apesar de tudo, o medo retrai mas também faz avançar.

Eu continuo a ter todos esses medos mas hoje sei lidar melhor com tudo isso, porque já estive em sítios que sei que não quero voltar...Por vezes podemos não saber para onde ir, mas se começarmos por saber para onde não queremos ir, é o início de imensa coisa...!

Vais ter a vontade de voltar a abusar e estás no teu direito, mas aos poucos a espera torna-se numa aprendizagem diferente, e mesmo quando se dão os momentos em que deixamos de acreditar, há um sinal que os mostra o contrário, por mais absurdo que pareça... ;)

Beijo apertado*

izzie said...

Cátia: Sabes? Acabaste de escrever todas as palavras com que costumo animar e aconselhar quem me procura.
Sem tirar nem por, de tal forma que até estou arrepiada.
Concordo com todas as tuas palavras e o meu consciente já as assimilou. Falta-me passar da teoria à prática, encontrar o meu click, a mola de acção que vai por as engrenagens todas a funcionar.
E isso é que me está a parecer dificil...

Obrigada por tudo. És um doce.

Beijo grande,

 
Copyright (c) 2010 Unleash your thoughts.... Design by Wordpress Themes.

Themes Lovers, Download Blogger Templates And Blogger Templates.